Na sequência do post anterior:

 

No conceito romano, o SENIOR, mais velho, era a designação dada ao homem entre os 46 e os 60 anos. Dos 60 aos 80 era o SENEX, o idoso, o ancião. A partir dos 80 era um homem aetate provectus (quer dizer avançado na idade). Antes disso, havia o Iuuenis (juvenis), o Jovem, dos 30 aos 46 e o Adulescens (adolescente; literalmente, adulescens quer dizer que está a crescer) que se situava entre os 17 e os 30 anos. Dos 7 aos 17, era o Puer e até aos 7 anos, tanto o rapaz como a rapariga eram designados por Infans (literalmente, infans quer dizer que não fala).

 

Esta era a designação para o homem (Vir), feita de acordo com a idade e em função do serviço cívico e militar.

 

Para a mulher (mulier) havia outras designações, tendo em conta o seu estado civil.

Assim: depois dos 7 anos, era a puella ou a virgo; quando casava, passava a ser a uxor (esposa) e a matrona (a mãe de família); anus era a mulher idosa, aquela que já não podia ter filhos.

 

Reparemos nas palavras e expressões que usamos em português e que derivam destes vocábulos latinos:

De senior, a pessoa de mais idade, a quem se deve respeito, vem o português SENHOR.

Da mesma raiz destas palavras derivam os vocábulos portugueses: senil, senilidade...

Por vezes também dizemos que alguém tinha já uma "provecta idade".

De puer vem pueril, puerícia...

De vir deriva o português viril, virilidade...

publicado por isa às 15:18