Há palavras com uma origem curiosa, e esta é uma delas: mausoléu.

 

O dicionário diz-nos que um mausoléu é um monumento funerário grandioso e rico.

 

O nome deriva de Mausolo e remete-nos para uma das sete maravilhas do mundo antigo, o Mausoléu de Halicarnasso.

Halicarnasso era uma cidade da Anatólia, junto ao mar, e Mausolo foi o seu rei, sucedendo ao pai em 377 a.C.

Corresponderá à actual Bodrum, na Turquia.

Após a morte de Mausolo, em 353 a.C., a mulher (e irmã), Artemísia, mandou construir um monumento de homenagem ao seu amor — um Mausoléu, obra do artista Pítias. No entanto, as datas apontadas pelos historiadores parecem indicar que a construção do Mausoléu terá começado ainda em vida de Mausolo (entre 370 e 365 a.C.).

Deste monumento grandioso, que começou a ser escavado em meados do século XIX, pouco ou nada resta. A sua sumptuosidade, no entanto, é descrita pelos autores antigos, especialmente Vitrúvio e Plínio, o Antigo. E muitos foram os artistas que, ao longo dos tempos, nos apresentaram a sua reconstituição do monumento.

Para completar a memória deste amor e deste monumento, o escritor Aulo Gélio conta-nos que, no auge de um louco sofrimento, Artemísia terá misturado as cinzas do seu amado num copo com vinho que depois ingeriu, assim ficando sempre consigo o grande amor da sua vida.

  

Para aprofundar o tema ver:

José Ribeiro Ferreira e Luísa Nazaré Ferreira (Orgs.), As Sete Maravilhas do Mundo Antigo – Fontes, Fantasias e Reconstituições, Edições 70, 2009.

 

Captura de ecrã - 2017-03-05, 12.24.50.pnglocalização de Halicarnasso

Captura de ecrã - 2017-03-05, 12.27.27.png

ruínas do Mausoléu de Halicarnasso, em Bodrum, Turquia

Captura de ecrã - 2017-03-05, 12.27.06.png

estátuas de Mausolo e Artemísia

 

 

 

publicado por isa às 15:23